domingo, 29 de novembro de 2015

D-Day (K-Drama)

Annyo hoje ao som de Let You Know - Wendy (a leitora Daiany Rocha me ajudou a escolher a OST, eu estava mega indecisa), venho resenhar o drama que me deixou em uma foça profunda e dolorosa, D-Day é o drama de hoje


Titulo: Di Day
Também conhecido como: D-Day
Gênero: Medico, Tragédia, Drama, Desastre
Total de episódios: 20
Canal: JTBC
Roteirista: Hwang Eun Kyung
Diretor: Jang Yong Woo

Sinopse:
Quando um desastre natural atinge Seul, uma equipe de médicos e pessoal de emergência lutam para lidar com suas consequências. 

Resenha:
Vamos começar a falar de D-Day, não sei vocês, mas eu confesso que desde quando o Plot do drama foi anunciado eu fiquei mega curiosa, afinal não é todo dia que você vê um drama com o tema desastre natural, diretores/escritores/emissoras apostam sempre no clichê de sempre, comédias românticas, dramas com chaebols e etc. Mas a JTBC resolveu inovar esse ano e nos proporcionou talvez o melhor drama desse ano.  E não é porque eu amei de paixão D-Day que eu estou dizendo isso, é porque realmente ele merece toda a atenção e o público coreano também amou esse drama. 
D-Day como eu disse não tem nada de comum apesar de reunir vários gêneros ao seu redor, ele não se apega a nenhum em especifico apenas foca na realidade. Afinal um drama passado em meio à um desastre natural, teria que ser mais do que humanizado, o desespero, a tristeza, a dor, tudo que foi abordado em D-Day eu não achei nada exagerado, foi apenas humanizado, até porque eu não sei o que é passar por um desastre natural, mas me sensibilizei de uma forma que foi difícil conter as lágrimas, sendo nos momentos difíceis ou até mesmo os alegres, porque D-Day ensinou que mesmo em um desastre natural existe união e compaixão. Mas vamos a resenha conhecer esse drama maravilhoso de 2015.
Lee Hae Sung, é o nosso mocinho, um cirurgião geral no hospital Mirae, um hospital privado que tem como especialidade pacientes com câncer.
Mas Hae Sung é um médico muito ético que não pode ver nenhum paciente correndo risco de vida, mesmo quando uma cirurgia é muito difícil, com chances muito baixas do paciente vingar, ele tenta com todas as suas forças. Essa determinação faz com que o diretor do hospital, Park Gun, crie um certo ódio pelo nosso mocinho que não pensava em mais nada além de salvar vidas. Hae Sung tem um irmão bombeiro, e sua mãe está em um coma profundo, depois de desobedecer a ordem o diretor do hospital ele é transferido para outro local, menor e com menos recursos para cuidar da sua mãe doente. 
Kim Young Kwang, aquele momento que você sente orgulho de ter conhecido o ator antes de um drama fodástico, Young Kwang foi o nosso secundário em Pinocchio, não sei se vocês lembram desse lindo? Felizmente ambos os personagens desse lindo foram memoráveis. Esse oppa encontrou um lugar especial no meu coração dorameiro, não teve como não apaixonar-se por aquele sorriso bobo dele >w<. #QueroMaisHaeSung
Jung Dol Mi, é a nossa mocinha, ela é uma médica ortopedista em Busan, sua terra natal, ela vem à Seul para resolver alguns assuntos, nesse meio tempo ela socorre um paciente e acaba se envolvendo com o hospital Mirae e consequentemente com o doutor Hae Sung.
Dol Mi, é uma residente bem atrapalhada e sem papas na língua, esse fato já me fez ficar meio que interessada por ela, afinal a moça é apresentada logo de cara correndo para o banheiro masculino, será que ela vai ser normal? Como eu havia pensado a moça não pensa duas vezes para agir, ela pode não ser a melhor quando se trata de estudos e memória, mas a moça se esforça ao máximo e ao lado do doutor Hae Sung, Dol Mi encara qualquer tipo de cirurgia, sendo no hospital ou em lugares sem nenhum recurso. Afinal justo no período em que a moça resolveu passar um tempinho em Seul o desastre acontece e ela não pode voltar a Busan.
Jung So Min, o meu primeiro drama com ela claramente foi Playful Kiss, mas depois desse drama eu não queria assistir  mais nada com ela, por causa da sua personagem no drama que acabei de citar, sei lá meio que eu tinha pego uma birra, mas D-Day tirou toda a minha má impressão sobre a moça tanto que agora eu sou só amores com ela. #PorMaisDolMiNosDramas.  
Han Woo Jin, não sei ao certo qual termo usar para descrever esse personagem, afinal ele começa de uma forma, mas conforme tudo vai acontecendo ele acaba mudando.
Woo Jin é um famoso cirurgião robótico no hospital Mirae, diferente do nosso mocinho ele se importa apenas com pacientes que tenham alguma chance de sobrevivência e que não sejam perigosos de se lidar, como cirurgias difíceis e que possam acarretar um problema a quem fez. PORÉM o Woo Jin não vai ser assim o drama todo, afinal ele não era assim antes porque se tornou? Woo Jin descobre uma coisa muito importante, que poderia retirar a sua posição e profissão de cirurgião, com esse baque ele toma consciência de que o modo que ele estava vivendo era errado e acaba se humanizando e ajudando mais as vitimas do terremoto. 
Park Ji Na, é uma enfermeira muito corajosa que como o doutor Lee aceita qualquer tipo de desafio cirúrgico, sempre apoiando o seu amigo Hae Sung, ela também desperta a ira do diretor Park Gun.
De inicio percebemos que  Ji Na tem algum tipo de laço com o doutor Woo Jin, e logo descobrimos que ambos já foram namorados e se amaram muito, mas a ambição de Woo Jin afastou a afastou dele, como afastou-a de seu pai, que eu não vem ao caso porque seria um grande spoiler.
Restante do elenco:
Park Gun, é o diretor do hospital Mirae, um homem muito vingativo e estrategista, seu maior desejo é se tornar o  presidente do hospital e torna-lo o numero um em atendimento contra o câncer, nem mesmo quando o desastre acontece Park Gun se compadece ao ver milhares de pessoas feridas. 
Goo Ja Hyuk, é um congressista que toma a frente no desastre que aconteceu em Seul, Ja Hyuk tinha um plano de estratégia fantástico para resolver todo o ocorrido, eu desconfiei demais desse personagem, afinal estamos acostumados a políticos bem sem vergonha em nossos doramas, mas sei lá apesar de alguns defeitos que o personagem tinha ele não havia perdido a sua essência que era realmente impedir futuramente que um novo desastre abalasse Seul. 
Choi Il Sub, é o chefe do corpo de bombeiros, em frente ao desastre que acabou com a cidade e com milhares de vidas, seu único objetivo era salvar as pessoas e apagar o fogo que consumia as residencias que não foram totalmente abaladas.
Kang Joo Ran, é nomeada chefe de medidas contra desastres naturais depois do terremoto, ela é a noiva do politico Ja Hyuk, Joo Ran se vê em meio ao desespero quando opta entre encontrar seu filho desaparecido em meio ao desastre ou voltar ao hospital e  salvar dezenas de vidas.
Eun So Yool, é mais uma amiga de Lee Hae Sung, seu ramo é a psiquiatria, ela também não é de Seul, mas havia vindo para parabenizar seu amigo, quando o terremoto aconteceu, So Yool acaba se envolvendo também em algumas cirurgias com o doutor Lee e acaba ajudando muitas pessoas com problemas depois do que aconteceu. 
An Dae Gil, é um residente que não liga muito para nada, ele só quer terminar sua residencia, e como filho de uma família rica, herdar o que o seu pai havia construído. Mas depois que ele conhece a So Yool seus sentimentos acabam mudando um pouco, e ele começa a ver o desastre com outros olhos, fora que ele acaba desenvolvendo sentimentos pela psiquiatra fofa.   
Lee Woo Sung, é o irmão mais novo do nosso mocinho, Woo Sung culpa demais o seu irmão pela morte do seu pai e coma de sua mãe, confesso que eu fiquei com uma certa ponta de raiva desse personagem, mas conforme  ele vê o quão fantástico o seu irmão é ele começa a admira-lo, e sim lá fui eu trouxiane  desenvolver sentimentos por esse personagem. 
Para os desinformados a escritora de D-Day, Hwang Eun Kyung, é a mesma de City Hunter, sim aquele drama fantástico com o lindo Lee Minho. Depois do Plot lógico que a roteirista foi a segunda coisa que me chamou a atenção. D-Day como City Hunter teve aquela mistura de gêneros bem harmoniosa, que vai nos cativando ao pouco, e como em CH, o romance foi apenas um bônus em meio ao desastre.
PS: E lógico que como em City Hunter, D-Day teve a sua morte desnecessária/necessária, eu explico essa redundância, o personagem que morreu no episódio 18, teve que morrer para salvar Seul, o problema é que ele era um personagem que eu havia me apaixonado a pouco tempo, fala sério senhora escritora.
Print da minha tristeza quando o episódio 18 terminou. 
Com toda certeza o fator X que fez com que D-Day recebesse tanto amor e admiração, foi claramente os efeitos especiais, confesso que o gênero desastre natural, desastres no geral... Não me chamam a atenção, mas fiquei mais do que admirada com tudo o que tava acontecendo em D-Day que eu me sentia dentro do drama passando por tudo o que os personagens estava passando. O mais fantástico aos meus olhos foi claramente a queda da Seoul Tower, não sei vocês, mas nessa hora me arrepiei toda, o arco-iris antes do terremoto também não foi fácil, superar as cenas fortes foi realmente difícil. 
Como eu disse o romance foi mais que um bônus para amenizar a dor de assistir todo mundo sofrendo, e chorando a morte dos seus entes. Mas as poucas cenas entre Dol Mi e Hae Sung foram suficientes para me fazer amar o casal, eles tinham uma química tão boa, e olha que nem teve tantos beijos como eu esperava, porém os olhares deles era suficiente para nos fazer surtar. #QueroMaisDolMieHaeSung   
Eu pensei que quando o final chegasse tudo já estivesse recuperado, e para a minha surpresa eles ainda caminhavam  lentamente a construir uma nova Seul, o que me deixou mais tranquila, afinal sabemos que demora um certo tempo para a população se recuperar de um desastre. D-Day foi  realista até o final mostrando como um terremoto pode mudar a vida de uma nação e apresentando vários heróis a sua própria maneira.
Eu sei que depois do final eu nunca levo adiante o post, mas em D-Day eu quero dizer o que eu vou levar desse drama, desastre natural é uma coisa que não cabe a nós impedir. Mas depois que acontece e você se vê em meio a tristeza e a bagunça, você tende a se solidarizar, mas D-Day mostrou também que em meio tudo isso as pessoas podem se tornar animais que lutam apenas para a própria sobrevivência, sendo que eles deveriam se ajudar. Pelo menos foi essa a mensagem que eu recebi desse drama maravilhoso que se tornou finalmente o numero 1 da minha lista de 2015. Eu estava oscilando entre Hoo Goo's Love e D-Day, mas depois de resenhar e perceber o quão grande esse drama foi, reconheço que ele merece o primeiro lugar.
E se eu ainda não os convenci a assistir esse drama maravilhoso, aqui vai uma compilação dos trailers maravilhosos de D-Day. Dez minutos de D-Day.
As OST's de D-Day foram apenas três, mas logicamente como sempre, marcaram como qualquer  uma, afinal as letras eram incrivelmente D-Day.
1. Let You Know - Wendy; (minha bias maravilhosa arrasando)
2. The Day - Jung Dong Ha; (a música que descrevia tudo, sintam a letra)
O drama tem online no Viki.
Espero que tenham curtido e até a próxima >w<

Leia também!

D-Day (K-Drama)
4/ 5
Oleh

15 comentários

Tulis comentários
avatar
domingo, novembro 29, 2015

Unnei!!!!

Cheguei!! :3
Bom....
Não posso comentar muito sobre o drama, pois ainda estou no ep 06, e sei que vou passar por poucas e boas até terminar esse drama! T_T

Mas eu concordo com tudo que você disse sobre os personagens, adorei cada um deles (menos aquele diretor filadaputa) (Tomara que ele morra esmagado)

Quanto a mocinha, gente... que mulier maluca kkkk
aquela cena dela no banheiro masculino foi ilária kkkk
E desde o começou eu shippei ela com o doutor rsrsrs
Fiquei um pouco atrás poi desde Doctor stranger eu não ia suportar ver o mocinho ficar com a outra kkkkk
De começo achei que ele gostava da enfermeira, mas logo percebi que tava errada kkkkk

Mas... vou ali terminar de ver o drama kkk
Assim que terminar eu volto aqui e comento sobre o que achei do final :3 Se você gostou, tenho certeza que vou gostar também!!

Kissus da day!! ^_^

Reply
avatar
domingo, novembro 29, 2015

Nem esperou a resenha esfriar kkkkk fico feliz que tenha curtido o meu ponto de vista sobre os personagens >w< e sim vc vai passar por poucas e boas com esse maldito/querido drama kkkkkk volte mesmo para dizer se curtiu o final (>>*-*)>> kissus

Reply
avatar
domingo, novembro 29, 2015

Mas é claro!!!
Estava bem ansiosa!!
^3^

Reply
avatar
segunda-feira, novembro 30, 2015

Todo o meu amor por esse drama!! Eu fiquei realmente contente com a sua resenha pois D-Day é definitivamente um drama que não pode ser esquecido. E mesmo que eu ainda esteja no 13° episódio, ele já tem a minha admiração e entrou para o topo da minha lista de 2015 (que estranhamente também estava entre Hoo Goo's kkk).
Você expressou tudo o que eu senti (e que ainda vou sentir, porque acho que o final vai ser arrasador). Parabéns :3

Reply
avatar
terça-feira, dezembro 01, 2015

Que drama maravilhoso! Tão bom que não tô conseguindo ver o ep 20 :'( ~Meu Deus, me dê forças ~
Desde que vi os teasers eu já sabia que ia ser muito digno, mas mesmo assim eu não sabia que ia ser tanto. Oh Ha Ni divando sendo estabanada, muito amor por essa mulher <3
A ost maravilhosa, as atuações muito dignas, os efeitos especiais além do que imaginei e gente, o romance... Mesmo que não tivesse foco, foi muito amor <3 Eu já tava shippando desde a primeira vez que eles se viram! Química transbordando ali *-* E o bom é que não rolou romance só entre o casal principal, os outros casais tbm foram muito lindos juntos!
Nem tenho dúvida que esse estará no topo do meu top10 2015 <3

Reply
avatar
terça-feira, dezembro 01, 2015

Eu terminei de ver esse drama ontem! Estou ainda na depressão pós dorama. Não consigo lidar com isso. É maravilhoso!

Adorei sua resenha!

Ah, visito seu blog sempre também, e te marquei em uma tag lá no meu blog, caso você queira responder!

http://www.lovecode.com.br/blog/2015/12/01/respondendo-a-tag-complete-a-frase/


Beijos

Reply
avatar
terça-feira, dezembro 01, 2015

Infelizmente ainda não tem disponivel para baixar...Mas se eu não estou enganada... O Fighting Fansub pegou esse projeto >w< só falta esperar um pouco pq eu tbm queria para baixar </3

Reply
avatar
terça-feira, dezembro 01, 2015

D-Day merece todo o amor do mundo, jurei de pé junto que D-Day seria mais um post batido no meu blog em 2015, mas fui surpreendida com a quantidade de comentários nesse drama maravilindo. Mas voltando >w< se vc ainda esta no ep 13 vc n viu nada (ep 18 ;-;), que legal vc também curtiu Hoo Goo's Love <3 te amo demais me beija... Fico feliz que tenha curtido a resenha, e amei o seu comentário >w< volte mais vezes viu (>>*-*)>> beijinhos

Reply
avatar
terça-feira, dezembro 01, 2015

Me abraça... Fico tão feliz quando as minhas opiniões combinam com a de vocês >w< realmente D-Day foi um dos melhores desse ano, talvez um dos melhores doramas que eu assisti nesses tres anos como dorameira >w< fico feliz que você tenha comentado e curtido o post >w< e espero que vc volte mais vezes (>>*-*)>> beijinhos

Reply
avatar
terça-feira, dezembro 01, 2015

D-Day realmente deixou um buraco enorme no meu coração ;-; temos que aprender a lidar com esses dramas fodas que acabam com o nosso coração... Fico feliz que tenha curtido a resenha >w< e mais feliz ainda por saber que você já conhecia o meu blog <3 e pode deixar que eu respondo a tag sim viu... E agora pensando bem eu sei que n tem nada a ver, mas vc aceitaria fazer parceria comigo no DD ?? ^^ Vou aguardar a resposta.

Reply
avatar
quarta-feira, dezembro 02, 2015

Onde posso ver ou baixar? Estava vendo no viki mas nossa demora muito para carregar =/

Reply
avatar
quinta-feira, dezembro 03, 2015

Online só tem no Viki mesmo e infelizmente ainda não tem disponivel para baixar...Mas se eu não estou enganada... O Fighting Fansub pegou esse projeto >w< só falta esperar um pouco pq eu tbm queria para baixar </3

Reply
avatar
quinta-feira, dezembro 03, 2015

Unnie! Anyong!!
^_^

Falei que ia voltar neh?! srsrsrs
Depois de muito tempo ocilando em ver do ep 18 em diante, eu finalmente hoje consegui terminar de ver D-day. Com muitas lagrimas eu me despedi dos três últimos episódios do drama.

Bom... o que mais posso dizer. Apenas amei este drama e sem dúvida esse foi o melhor drama de 2015 que acompanhei. Sou suspeita ao falar disto, pois sou fanática por dramas médicos e na maioria da vezes adoro!

Fiquei um pouco receosa no início, pois conhecia o ator, em apenas Pinnochio, e digamos que eu não me vi convencida por ele naquele drama, mas o que dizer depois de acompanhar ele neste projeto tao maravilho. Terei certeza de estar sempre acompanhando este ator maravilhoso, e que venhas mais dramas emocionantes para alegra-nos com aquele sorriso lindo!! (Cá entre nós.... Que sorriso perfeito!! *--* )

A atriz eu apenas conhecia de Playfull kiss e sinceramente tinha odiado o seu personagem lá kkkkkk
Mas o que um bom roteiro e um tema interessante faz neh?!! Depois de D-day ela está no meu top 10 atrizes favoritas!!

E o que dizer do Dr. Han woo Jin?!
Onde posso estrar para a lista de lunaticas por ele?!!
G-zuis que homem perfeição!!! Mesmo ele agindo de forma tão fria no inicio do drama, eu me senti atraída por ele!! Procurarei mais dramas ou filmes com ele e acrescentarei na minha enorme lista.

Mesmo que o final do diretor não me agradou muito, eu acho que consigo perdoar ele... Mas acho que ele poderia ter sofrido mais um pouquinho ahsuahsuahsuah

Bom... unnie!! Eu paro por aqui...
Ainda tenho trabalho do curso para fazer....

Até a proxima!!
Com amor...
De sua stalker Day.

Byby... ^_^

Reply
avatar
segunda-feira, junho 05, 2017

\^-^/Olá, adoro seus posts, sempre que vou iniciar um drama venho aqui pra ver se vai ser bom, obrigada!
Sobre a Jung So Min, foi uma evolução muito interessante. Ela terminou Playful Kiss como enfermeira e começou como médica e D-Day. kkkkkkkk

Reply