segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Monster (K-Drama)

Annyo chingus hoje ao som de Am I Alright - SE7EN, venho resenhar Monster, um drama longo que acabou me cativando por alguns de seus pontos fortes e eu convido vocês a conhecerem um pouco mais dele.


Título: Monster
Também conhecido como: Tyrant
Total de episódios: 50
Canal: MBC
Roteirista: Jang Young Cheol
Diretor: Joo Sung Woo

Sinopse:
Existe um grupo de pessoas privilegiadas que governam a sociedade. Entre eles, há os que são excelentes líderes, a nobreza, e os que não hesitam em serem cruéis com os fracos para manterem o poder, chamados de monstros. Mas os monstros tem um ponto fraco. A ambição desmedida é o seu calcanhar de Aquiles. Há um homem que faz uma pesquisa mais detalha sobre isso. Lee Gook Chul (Kang Ji Hwan), que já foi o herdeiro de um grande hospital, porém perdeu tudo para amigos íntimos, e só percebeu quando ele chegou no ponto mais baixo de sua vida. Ele mudou seu nome para Kang Ki Tan, com a ajuda de um lobo secreto. Oh Soo Yeon (Sung Yuri) está trabalhando no escritório de advocacia durante o dia e indo para a escola de Direito a noite. Ela descobre que Ki Tan é Lee Gook Chul e dá o seu melhor para salvá-lo do perigo.
---VIKI---


Resenha:
Então chingus vocês já devem ter percebido que Monster não é aquele dorama que estamos acostumados, curtos e com uma temática "levinha". Eu protelei muito ao tentar decidir se escrevia essa resenha ou não, primeiro porque eu não sei se vocês gostam de doramas longos, mas mesmo assim eu queria abrir novas portas ao DD. E Monster veio nesse momento ideal, logicamente essa resenha não vai ser como as outras, citando os personagens e descrevendo tudo como sempre faço. Vai ser um resumão com 8 motivos para vocês conferirem esse drama que me cativou tanto, ao ponto de me fazer encarar 50 episódios. Vamos à resenha meus amadinhos, espero que curtam.
1°. Temática forte
Monster trata de um dorama puramente de vingança, não esperem um romance lindo e maravilhoso, porque não é disso que ele se trata. Gook Chul é o nosso protagonista, ele é filho único de um grande conglomerado e isso desperta muita inveja e interesse em certas pessoas. Nosso protagonista tem seus pais assassinados em um acidente de carro e acaba perdendo a visão e assim seu inferno começa, seu tio, Byun Il Jae torna tudo mais difícil quando tenta tomar posse de toda a sua herança, mas para isso ele precisava se livrar do seu sobrinho.
Tanto que o Il Jae cria mil e uma teorias para incriminar Gook Chul, que sem poder algum acaba sendo condenado a prisão e perdendo o pouco que ainda lhe restava. Nosso mocinho jura vingança ao seu tio e assim passa-se anos. Nosso protagonista torna-se um mendigo, porém ainda guarda rancor de tudo e todos, seu único desejo é fazer uma cirurgia e poder recuperar a sua visão.
Basicamente Monster se resume a saga do Gook Chul procurando vingança de todas as maneiras possíveis. Existem muitas reviravoltas que acabam prendendo o telespectador e nos aproximando mais do herói.
2°. Elenco de peso
O elenco de Monster é realmente algo a se comentar:
Gook Chul é vivido inicialmente por Lee Gi Kwang (BEAST), na minha opinião um dos melhores atores/cantores masculinos no K-Pop. Na segunda parte Gook Chul se torna Kang Ki Tan feito pelo talentoso Kang Ji Hwan, o ator que com toda certeza conseguiu a minha atenção, afinal o único trabalho que vi dele foi Lie to Me, papel que comparado ao de Monster, não causou nem a metade dos sentimentos.
Cha Jeong Eun é vivida pela atriz Lee Yeol Eum, que eu ainda não conhecia, mas foi de grande desenvolvimento para a personagem. Jeong Eum também muda de nome e torna-se Oh Soo Yeon, interpretada por Sung Yu Ri, também não conhecia essa mulher, mas confesso ter amado demais ela, a forma como ela deu vida a Soo Yeon, o amadurecimento da personagem em certo ponto, foi algo notável e incrível.
Tivemos também o ator Park Ki Woong (Do Gun Woo), Jo Bo Ah (Do Shin Young), Jung Bo Suk (Byun Il Jae), Park Young Gyu (Do Choong), Lee Deok Hwa (Hwang Jae Man), Kim Hye Eun (Hwang Ji Soo), Jung Woong In (Moon Tae Gwang), Lee El (Ok Chae Ryung), Jin Tae Hyun (Do Gwang Woo), Soo Hyun (Yoo Sung Ae). O cast é realmente algo que me fez ficar de queixo caído, não teve nenhum deles que me decepcionou no quesito atuação, até mesmo quem eu não apostava muito me surpreendeu e cativou. Espero muito que vários dos atores poucos conhecidos que estavam em Monster consigam um lugar melhor ao Sol, porque todos valem muito a pena, especialmente a minha Bo Ah.
3°. Vilões memoráveis
Temos vários antagonistas em Monster, mas nenhum deles vai superar Byun Il Jae, esse homem não tinha escrúpulos e senso de compaixão. Ele fazia de tudo para conseguir o que queria. E quando eu digo tudo, é TUDO mesmo. Ameaçar, torturar e até mesmo matar quando necessário, como se não fosse pouco, Il Jae se achava acima de tudo e todos. Achava que o mundo era seu e ele poderia fazer o que bem entendesse com as pessoas. Um dos piores vilões que encontrei esse ano, empatado muito com o de Remember - War of the Son.
Do Gwang Woo também é um antagonista, mas comparado ao Il Jae, ele parecia mais com o Debi ou o Loid, tudo bem que ele tinha vários planos arquitetados e sempre que podia ia tentar ferrar com alguém, mas eu sempre me pegava rindo do quão idiota e persistente um vilão pode ser. De todos Gwang Woo é o que eu menos via perigo. Atenção especial ao Jin Tae Hyun, ator que deu vida ao personagem, ele é muito bom e adoraria ver ele em dramas futuros, fugindo de vilões lógico *risos*.
Do Gun Woo é filho bastardo do grupo DODO e acaba se aliando à Il Jae, para reconquistar o que é seu de direito. De início confesso que não simpatizava muito com o personagem e mais depois o sentimento só aumentou. Ele não podia respirar que eu já estava praguejado e desejando o pior pra ele. E sim eu ODIEI o final do personagem.
4°. Secundários com um grande espaço
Uma das coisas boas em dramas mais longos é visibilidade que dão para personagens pequenos que ninguém notaria em um dorama de 16 episódios. A minha personagem preferida e com toda certeza que cativou a todos, foi a Do Shin Youn (Jo Bo Ah), ela começa daquele jeitinho que conhecemos, "filhinha de papai", mimada e querendo atenção mais do que tudo. Porém Monster não vive de passado, a não ser a vingança do Ki Tan, Shin Young amadurece da sua maneira, ao ponto de nos questionar se era realmente a mesma. E essa é a melhor parte, porque dentre os 3 herdeiros do grupo DODO, ela era a que eu mais torcia para conseguir tudo e deixar seus irmãos "chupando o dedo".
Quem também me cativou muito foi a Yoo Sung Ae, uma agente secreta muito talentosa. Porém depois de um certo número de episódios ela sai do dorama e eu senti falta da presença forte que ela exalava na história. Confesso ter shippado demais ela e o Ki Tan *risos*.
5°. Enredo bem desenvolvido
Apesar de ser um dorama com 50 episódios, Monster teve aquela montanha russa de emoções que todos procuram em um drama. E temos uma explicação plausível para isso, afinal Monster teve o mesmo escritor de Empress Ki, um dos melhores dramas de época que assisti até hoje. E para quem assistiu pelo menos um dos dois, vai perceber certamente algumas semelhanças entre os personagens, enredo e até mesmo entre os vilões.
Monster tem aquela mescla de tempos, tipo passa muitos anos durante o dorama. São várias fases que certamente mostram cada passo dos personagens e como eles evoluem como o tempo passa e conforme alguns problemas são encontrados. A personagem que certamente mais evoluiu na minha opinião foi a Soo Yeon, afinal ela começa de um jeito e o seu final é totalmente o oposto, não tinha como comparar ambas.
6°. Casais shippaveis
Eu tenho uma mania horrível, quando o personagem é extremamente cativante eu começo a shippar ele/a com tudo, até com uma parede se for possível. E em Monster eu shippei o Ki Tan praticamente com elenco feminino todo *risos*.
É fato que o casal principal era a Soo Yeon e o Ki Tan, mas em certo ponto do dorama eu cheguei a ficar pensativa se era real mesmo. Ambos tem uma química incrível, eu até descobri que os atores já foram um par em um outro dorama e realmente eles conseguem cativar como um casal. Porém...
Como eu disse eu shippei o Ki Tan com todas e uma delas era a Shin Young, que se torna a número um no meu coração, primeiro porque o nosso mocinho se afasta da Soo Yeon de uma maneira bem forte e a única que permanece ao seu lado é a Shin Young. Ambos protagonizaram várias cenas engraçadas e muito boas de se surtar, em alguns momentos eu realmente desejei que a protagonista não existisse para a Shin Young ter o seu final feliz.
7°. Uma das melhores brigas entre chaebols
Estamos acostumados a picuinhas entre famílias ricas nos doramas, mas Monster traz uma coisa mais crua e cheia de disputas acirradas pelo poder de um grupo. Irmãos digladiando ente si, dispostos a fazer de tudo para conquistar o tão desejado posto de presidente.
E o problema não se resumia apenas aos irmãos, mas pais, tios, enfim todos ligados ao grupo DODO, que pareciam urubus encima do atual presidente, apenas esperando o pior. Uma família que não parecia uma família nem aqui nem na Coreia. Afinal o nome do dorama é Monster, vamos esperar o pior de todos os personagens. Ok!
8°. Final maravilhoso
Eu passei noites a fio, imaginando o final perfeito para esse dorama. E nada me vinha, então finalmente chegou o episódio 50... Seria um sonho?? Infelizmente o final de certos personagens não me agradou muito, mas ao todo foi bem satisfatório. Deixando aquele gostinho de quero mais, afinal um dorama que você acompanha a mais de meses acabar é realmente algo a se sentir falta.
Extra: OST
Monster teve apenas 3 OST's, mas confesso não precisava de mais não. Todas são perfeitas, segue a lista:
1. Know - ZIA;
O dorama tem online no Viki.
Espero que tenham curtido o post, foi um pouco longo eu sei... Mas eu realmente quero trazer dramas mais longos ao blog e espero que vocês aprovem. Beijinhos meu amados e até o próximo post.

Leia também!

Monster (K-Drama)
4/ 5
Oleh